Corpo encontrado em Nova Iguaçu é de advogada que estava desaparecida, diz pai

junho 01, 2019


Estudante e advogada Marcela de Souza Oliveira, de 26 anos, está desaparecida desde a última segunda-feira (27). — Foto: Reprodução/ Redes Sociais


A família da advogada Marcela de Souza Oliveira identificou o corpo da jovem, que foi encontrado por volta das 13h30 deste sábado (1), no Rio Iguaçu, Baixada Fluminense, com o auxílio do Corpo de Bombeiros. Ela estava desaparecida desde segunda-feira.

O reconhecimento foi feito pelo pai dela, que identificou uma tatuagem nas costas da filha. O cadáver estava na mesma região onde foram achados documentos, a bolsa e um casaco da advogada.

Quando o corpo foi encontrado, não foi possível a identificação imediata devido ao estado de decomposição. Testes ainda serão realizados no Instituto Médico-Legal.

Polícia investiga o caso

A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense realizou pela manhã buscas em uma área de mata. Pescadores que relataram ter visto um corpo no leito ajudaram na operação.

Marcela foi vista pela última vez na segunda-feira (27) pela mãe. A advogada estava na casa do namorado, William, onde passara a noite, e ali combinou de almoçar com os pais.

Maria Penha Oliveira, mãe da advogada, voltou para casa. Desde então não conseguiu mais falar com a filha.

"Ela não estava atendendo telefone porque aqui é ruim de rede. Quando eu consegui falar com o William, que já estava no serviço, ele falou que ela tinha ficado em casa. Foi então que eu vim aqui. 

Quando eu cheguei, ela disse que estava dormindo. Ela disse que ia terminar de colocar comida para as cachorras e iria pra casa", contou Maria Penha Oliveira, mãe de Marcela.

"A gente se assustou porque ela não é de fazer isso. De sair sem dar satisfação e não falar nada. E começamos as buscas. Fomos no hospital, na delegacia e no IML", contou o namorado de Marcela.



Via G1

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

LEIA OUTRAS MATÉRIAS QUE ESTÃO BOMBANDO NO BAIXADA VIVA

PRÓXIMA
Next Post »

2 comentários

Write comentários
Anônimo
1 de junho de 2019 21:32 delete

Essa história está muito mal contada. Lacunas em aberto. Por que a mãe não a esperou, já que a mesma iria logo após colocar comida para os cães?

Reply
avatar