Motorista do UBER é preso por estuprar menina de 15 anos em Bangu - Baixada Viva Notícias

Responsivo após foto post

Motorista do UBER é preso por estuprar menina de 15 anos em Bangu

Compartilhe


Policiais da Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (Dcav) prenderam, na manhã desta quinta-feira, o motorista de aplicativo C.E.S.A acusado de estuprar uma menina de 15 anos em Bangu, na Zona Oeste do Rio.  

O crime aconteceu no início de janeiro, após a jovem fazer uma corrida pela Uber.

O motorista não tem carteira de habilitação, estava cadastrado na empresa com dados de outra pessoa e usava um carro alugado.



Segundo a Polícia Civil, no dia do crime, a adolescente entrou no veículos e fez a viagem normalmente e, no fim do trajeto, ele a impediu de descer do veículo. O acusado, então, a levou para um matagal, onde a violentou.

De acordo com as investigações, apesar dos dados falsos na Uber, a foto no cadastro era verdadeira. Mesmo assim, ele fez mais de mil viagens de outubro do ano passado até agora. "Através de imagens de câmeras de segurança conseguimos identificá-lo e ver o carro em que ele estava", conta o titular da Dacav, o delegado Adilson Palácio. "A vítima prestou depoimento e o reconheceu".



Pai de duas meninas

O motorista que cometeu o crime é pai de duas meninas, uma delas com a mesma idade da vítima, 15 anos. Quando foi preso, em sua residência, também em Bangu, sua mulher ficou bastante impactada com a notícia.

De acordo com Palacio, o acusado tem várias passagens pela polícia por crime contra o patrimônio por não devolver os pertences que os passageiros esqueciam no carro. 

"Ele mandou para a Uber os dados de uma outra pessoa e a foto dele e mesmo assim a Uber o cadastrou, mesmo sabendo que a foto era de um e a documentação, de outro", afirmou o delegado, que questionou. 

"Como eles (a Uber) inseriram as informações no sistema? Isso é muito sério! Imagina quantos motoristas estão agindo pelo Rio de Janeiro ou Brasil afora".



O dono do carro usado pelo preso será chamado para prestar depoimento. As investigações vão continuar. O delegado acredita que possam haver outras vítimas do motorista.

Procurada, a assessoria de imprensa da Uber informou que está apurando o caso.



Via O Dia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responsivo final texto

Pages