Homem esfaqueia namorado da ex e tenta colocar fogo nele dentro de hospital no RJ - Baixada Viva Notícias

Responsivo após foto post

Homem esfaqueia namorado da ex e tenta colocar fogo nele dentro de hospital no RJ

Compartilhe
Chão da unidade ficou bastante sujo de sangue


Um homem foi preso, no fim da manhã desta segunda-feira, depois de esfaquear o atual namorado da ex-companheira e tentar colocar fogo nele dentro de um hospital da Freguesia, na Zona Oeste do Rio. 

De acordo com testemunhas, Pablo Grei de Menezes, de 41 anos, correu atrás de Leonardo da Silva Ventura, 43, e da mulher com um facão e um galão de combustível pela Avenida Geremário Dantas, até que entrou na Rua Araguaia e no Hospital Memorial (Amep Saúde Freguesia), onde praticou o crime.

Na unidade, a perseguição seguiu em direção à pediatria, onde Pablo esfaqueou Leonardo, quebrando a faca no braço direito dele. 

A vítima recebeu os primeiros atendimentos na unidade e foi levado ao Hospital Lourenço Jorge, na Barra. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, ele passa bem.

O vigilante Marcelo Oliveira, de 48 anos, que acompanhava a mãe que está internada no hospital, presenciou a cena. 

Ele disse que Pablo chegou a jogar o combustível sobre o corpo de Leonardo, mas foi contido por funcionários. "Ele gritava 'eu lutei tanto para ter essa mulher e você com ela'", conta o vigilante.


Pacientes do hospital ficaram desesperados quando viram a cena. O episódio gerou um corre-corre entre quem estava no local. O chão da pediatria ficou bastante sujo, fazendo com que a ala fosse fechada.

Pablo e Leonardo eram amigos de infância. O autor do crime se separou da mulher em novembro passado.

SEM SEGURANÇAS

De acordo com funcionários, a clínica não conta com segurança particular. Os profissionais alegam que a tentativa de assassinato poderia ter se tornado um "crime bárbaro" com várias crianças e idosos que estavam no local presenciando.

O ambulante Geancarlo da Silva do Espírito Santo, 58, viu a correria pelas ruas da região e parou uma viatura do 18º BPM (Jacarepaguá) que passava pelo local para prender Pablo. 

Os policiais militares o levaram para a 32ª DP (Taquara), onde o caso foi registrado. O caso está sendo investigado pela 32ªDP. 

O DIA procurou a direção do Amep Saúde Freguesia. No local, uma funcionária disse que não estava autorizada a passar informações e que o responsável pela unidade não iria falar. A reportagem tenta contato com a assessoria da rede.



Fonte: O Dia

Responsivo final texto

Pages