Bandidos armados impedem a entrada de pessoas no Buraco do Boi, em Nova Iguaçu - Baixada Viva Notícias

Responsivo após foto post

Bandidos armados impedem a entrada de pessoas no Buraco do Boi, em Nova Iguaçu

Compartilhe



A Polícia Civil investiga um vídeo em que criminosos armados aparecem impedindo a entrada de pessoas na comunidade Buraco do Boi, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. 

O registro começou a se espalhar pelas redes sociais nesta terça-feira. O caso é investigado pela 58ª DP (Posse).


Nas imagens aparecem ao menos quatro integrantes do bando armados — três suspeitos e uma mulher — impedindo a entrada daqueles que pretendiam acessar o local. 

Ainda não há detalhes sobre o contexto da ação, mas circula a informação de que eles teriam confundido um homem com um policial. 

A versão, inclusive, também chegou até a Polícia Civil, que apura o fato.

No vídeo, um dos integrantes do bando ordena a saída. Em seguida, uma mulher, empunhando uma arma faz o mesmo. As pessoas com quem os criminosos falam não aparecem no registro.

— Vai morrer todo mundo (sic) — diz ela.

— Sai, Sai.... "Vou matar geral" — completa o outro.

Após a ordem para que seguissem em direção à (Rua) principal. Os criminosos começam a gritar como se quem quisesse entrar na comunidade estivesse segurando uma arma.


— Tá armado? Joga a arma para fora — grita um deles

Ao menos no período gravado em vídeo nenhum tiro foi disparado. Moradores ficaram assustados com a ação que ocorreu na comunidade.

 A atuação de criminosos é alvo de investigação da delegacia da Posse.

— Já estamos realizando diligências para identificar e prender essas pessoas envolvidas com o tráfico de drogas nessa localidade — disse o delegado Gustavo de Mello de Castro, titular da 58ª DP.

Por meio de nota, a Polícia Civil fez coro.

"Foi instaurado inquérito policial para apurar as circunstâncias do fato. Diligências estão sendo realizadas para identificar os envolvidos. As investigações estão em andamento.", consta do comunicado emitido pelo órgão.

A reportagem procurou a Polícia Militar, cuja resposta foi que "não houve acionamento para esse caso na data de hoje (terça-feira) e não há como identificar o local através do vídeo."



Fonte: Extra


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responsivo final texto

Pages