Seis CPFs são cancelados pela PM no RJ - Baixada Viva Notícias

Responsivo após foto post

Seis CPFs são cancelados pela PM no RJ

Compartilhe

Agentes da PRF e da PM no local onde os ônibus foram incendiados Foto: PRF


Dois ônibus foram incendiados na Rodovia BR-101, na altura de Angra dos Reis, na Costa Verde do Rio, na madrugada desta segunda-feira. 

Os ataques ocorreram após seis suspeitos morrerem em confronto com equipes do Batalhão de Operações Especiais (Bope) na comunidade Parque Belém. 

Uma sétima pessoa ficou ferida.

A operação dos agentes do Bope no Parque Belém teve início no fim da noite deste domingo. 

A ação continuou por toda madrugada, ainda não havia sido encerrada às 11h20 e resultou na apreensão de três fuzis, duas espingardas calibre 12, uma pistola 9mm, 572 pinos e 368 sacolés de cocaína. 

Atingido por um tiro no peito, o ferido foi internado no Hospital Geral da Japuíba, em Angra.


— O Parque Belém é dominado pela segunda maior facção do estado e a gente sabe que a maior quadrilha do Rio tem interesse em tomar a área do outro bando. 

Mas não tenho informações sobre tentativas de invasão na manhã desta segunda — afirmou Celso Gustavo, delegado titular da 166ª DP (Angra dos Reis).

De acordo com nota do Disque Denúncia divulgada à imprensa, "a realização de um baile funk do tráfico com a presença de um dos chefes do tráfico do Complexo da Maré" motivou a ida dos policiais até o local, onde foram recebidos a tiros e conseguiram localizar integrantes do bando. 

Entre eles, Danilo de Andrade Couto, identificado como o gerente do tráfico de drogas da região e preso na ação.

Por causa do incêndio nos veículos, a pista sentido Itaguaí da rodovia ficou interditada por cerca de três horas — entre 0h53 e 3h59. 

As informações são da Polícia Rodoviária Federal (PRF). A corporação informou que o trânsito voltou ao normal no local na manhã desta segunda.

As favelas de Angra dos Reis são disputadas pelas duas maiores facções criminosas do estado e os confrontos na região se intensificaram desde o fim do ano passado. 


As comunidades de Areal, Belém e Sapinhatuba estão entre as mais disputadas pelas quadrilhas e foram palco de tiroteios.

No último dia 04 de maio, o governador Wilson Witzel sobrevoou a cidade em um dos helicópteros da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core). 

Durante o voo, um policial fez disparos contra tendas de orações no Monte do Campo Belo, apontadas como esconderijo de criminosos. 

Poucos dias após a visita de Witzel à região, um tiroteio interditou a BR-101 por 2 horas.





Fonte: Extra



  /



Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responsivo final texto

Pages