Coringa da Baixada é preso durante megaoperação da polícia - Baixada Viva Notícias

Responsivo após foto post

Coringa da Baixada é preso durante megaoperação da polícia

Compartilhe
Um dos presos, Coringa cometeu três roubos na véspera da operação - Reprodução


A Polícia Civil realiza nesta quinta-feira uma megaoperação em todos os municípios da Baixada Fluminense para cumprir mandados de prisão contra assaltantes. (continua após publicidade)



Até as 13h, 56 criminosos já haviam sido presos. Entre eles está João Vitor Nóbrega Tavares, conhecido como Coringa. 

O homem, que chama a atenção pelo cabelo tingido de verde da mesma forma como o personagem de cinema, cometia roubos em série na Baixada Fluminense.

Somente na quarta-feira foram três assaltos no bairro da Posse, em Nova Iguaçu. Ele também é acusado de assaltar um posto de gasolina na última terça.  (continua após publicidade)



Segundo o delegado Gustavo Castro, Coringa usava um veículo Monza e uma pistola preta para ameaçar as vítimas. 

Vídeo mostra o assaltante rendendo um frentista durante assalto a posto de gasolina na Posse. 


“O mais importante dessa operação, além de combater crimes contra patrimônio, é que cada roubador desse é um latrocida em potencial. A gente está tirando 56 das ruas, até agora, e evitando inúmeros outros roubos”, disse Curi, em entrevista coletiva no fim da manhã desta quinta-feira. (continua após publicidade)


Além de Coringa, outro alvo da operação de hoje é Jorge Luiz Barbosa Lopes. Ele é apontado pela polícia como um dos maiores ladrões de carga de Nova Iguaçu, sendo indiciado em pelo menos 15 roubos. 

TRAFICANTES SE ALIAM A ASSALTANTES 

Durante as investigações que aconteceram de janeiro a setembro, as delegacias da Baixada Fluminense descobriram a estreita relação de traficantes com criminosos que cometem roubos. 

Segundo a polícia, o tráfico cede armas para que esses assaltantes pratiquem seus roubos e, em troca, recebe parte dos produtos. (continua após publicidade)

“O tráfico, para manter toda sua estrutura, adere à outras modalidades criminosas e estimulam roubos para conseguir aumentar seus lucros. 

Eles cedem armas e depois parte desses roubos retornam para o tráfico de drogas. O tráfico não é só vender drogas”, explicou Curi.


Preso hoje, assaltante conhecido como Coringa foi flagrado assaltando posto de gasolina na Posse.


See Jornal O Dia's other Tweets

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responsivo final texto

Pages