Exposições marcam 1º Encontro Cultural e Artístico dos Professores de Nova Iguaçu - Baixada Viva Notícias

Responsivo após foto post

Exposições marcam 1º Encontro Cultural e Artístico dos Professores de Nova Iguaçu

Compartilhe
Foto: Alziro Xavier / PMNI


Quadros com pinturas que representam paisagens da cidade de Nova Iguaçu, como uma cachoeira de Jaceruba, trabalho de molduras com material reciclável, esculturas, moldes de barros com imagens mitológicas, pinturas de telas com cores quentes e iluminadas ganharam espaço na sede da Casa do Professor, na tarde desta quinta-feira (31). Elas ficaram expostas durante o 1º Encontro Cultural e Artístico dos Professores de Nova Iguaçu, que ainda teve apresentação de livros infantis, contação de história, além de muita arte visual, música e literatura.

“Identificamos vários professores em nossa rede que fazem arte e queremos estimular essas atividades nas escolas. Incentivamos os alunos a trabalharem com artes e cultura. Mesmo num momento de crise financeira, nunca deixamos de investir na educação e ainda contamos com a dedicação de cada professor. Isso tem feito a diferença na educação pública de Nova Iguaçu”, afirmou o prefeito Rogerio Lisboa.

De acordo com a secretária municipal de Educação, Maria Virgínia Andrade, a ideia é realizar atividades culturais mensais com os professores da rede.
“A Casa do Professor, além de ser um local de formação, é um local cultural, onde realizamos exposições, amostras, atividades educativas e culturais dos professores. Aqui eles podem desenvolver suas artes”, garantiu.

Durante o evento, além de apresentarem seus trabalhos artísticos, os professores ainda participaram de uma roda de conversa para explicar como eles falam sobre arte nas escolas.

Secretária executiva da Escola de Governo da Prefeitura de Nova Iguaçu, a professora Rojane Calife Jubram, garantiu que os professores que desenvolvem trabalhos artísticos podem participar do projeto ‘Sementes da Paz’, que é realizado na cidade através de uma parceria entre o Tribunal de Justiça do Rio e a Prefeitura.

“Digo sempre que o professor é o arauto da esperança. Aqui vimos que ele tem aquele amor e vontade de fazer o diferencial, ensinando aos alunos de forma lúdica e feliz. Educação e cultura caminham juntas e um professor estimula os outros. Esses professores que desenvolvem artes nas escolas vão poder participar no projeto Sementes da Paz. Eles sendo capacitados, podem chegar com mais facilidade nas famílias dos alunos com problemas sociais e de comportamento. Vão ajudar bastante”, acredita.

Professora da Escola Municipal Priscila Bouças Villanova, Jovania Carvalho, ensina alunos do 1º ano do ensino fundamental, com histórias e música.

“Trabalho com alfabetização e letramento. Busco o prazer da criança de aprender através da música. Os alunos se emocionam e ficam mais a vontade. O ensino flui rapidamente. Uso essa arte em todas as disciplinas, como história, matemática, geografia”, contou.

Com um trabalho eclético com forte presença de paisagens e casarios de Nova Iguaçu, a professora da Escola Municipalizada de Jaceruba, Elisabeth Fernandez, tentou representar alguns pontos históricos da cidade em seus quadros pintados a óleo.


“Procuro colocar no meu trabalho a natureza e faço trabalhos como o Tinguá antigo, na época em que passava o trem no local, ou seja, representar a história de Nova Iguaçu. Levei os trabalhos para sala de aula e isso estimula a arte, talento e a criatividade que há dentro deles”, comentou.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responsivo final texto

Pages