Menino que comoveu internet após sofrer bullying ganha viagem para Disney - Baixada Viva Notícias

Responsivo após foto post

Menino que comoveu internet após sofrer bullying ganha viagem para Disney

Compartilhe
Menino que comoveu internet após sofrer bullying ganha viagem para Disney - Reprodução


Desde a última quarta-feira, uma mãe comoveu a internet depois que publicou o vídeo do filho, de apenas 9 anos, aos prantos pedindo para morrer após sofrer bullying na escola. 


Yarraka Bayles mora na Austrália e postou o vídeo como pedido de socorro.

O registro viralizou e internautas começaram a enviar mensagens de apoio para os dois. 

A hashtag "We Stand With Quaden" se tornou um dos assuntos mais comentados do Twitter. 

Alguns famosos também deixaram seu recado para o menino, como Hugh Jackman que disse: 

"Quaden, você é mais forte do que pensa, amigo. E não importa o que aconteça, você tem um amigo aqui. Vamos, por favor, ser mais gentis com os outros. Bullying não é ok. A vida já é difícil por si só. Vamos lembrar que cada pessoa ao nosso redor está sofrendo um tipo de batalha".


Mas quem abraçou a causa por inteiro foi o comediante Brad Williams, que também tem nanismo. O ator chegou a chorar e abriu uma vaquinha online que até o momento arrecadou 1,3 milhões, em apenas dois dias. A meta era garantir 10 mil dólares para Quaden visitar a Disney, mas Brad avisou que irá direcionar todo o dinheiro extra ara uma caridade anti-bullying.


"Criei essa vaquinha para dizer a Quaden que o bullying não será tolerado e que ele é um ser humano maravilhoso que merece alegria. 

Quero trazer Quaden e a mãe para os Estados Unidos, hospedá-los em um ótimo hotel e levá-los para a Disney. 

Isso não é apenas para Quaden, é para todos que sofreram bullying em suas vidas e ouviram que não eram bons o suficiente. 

Vamos mostrar a Quaden e os outros que há coisas boas no mundo e que eles são dignos delas", escreveu.


Relembre

No vídeo que correu o mundo, Yarrake começa dizendo: "Eu seriamente não sei mais o que fazer". 

Na gravação, Quaden Bayles está chorando, repetindo várias vezes que quer morrer e ela conta o que aconteceu com a voz embargada.

"Acabei de buscar meu filho na escola, testemunhei um episódio de bullying, liguei para o diretor e quero que as pessoas saibam - pais, educadores, professora - esses são os efeitos que o bullying causa. 

Por favor, eduquem seus filhos, famílias e amigos. Tudo o que precisa é de mais um instante... e vocês se perguntam por que as pessoas estão se matando. 


Eu preciso de mais conselhos, quero que as pessoas saibam o quanto isso está nos machucando como família", desabafou Yarraka.

Ela seguiu revelando que o filho, que nasceu com um acondroplasia, o tipo mais comum de nanismo, tem pensamentos suicidas sempre. 

"Esse é um lado que eu não costumo compartilhar e escolho manter em particular, mas nós não conseguimos mais fazer isso. 

Nós tentamos ser o mais forte possível e apenas dividir as partes altas, mas isso afeta muita uma criança de nove anos e eu tenho sempre que ficar de olho nele por causa das tentativas de suicídeio. É isso que o bullying faz", completou.

Yarraka também explicou que fica de olho no filho o tempo inteiro, e que já ligou para a escola várias vezes, mas não consegue resolver o problema. "Sempre tem uma nova criança que não sabe sobre a condição de Quaden e faz bullying. Hoje nós vimos um estudante batendo a cabeça dele e tirando da sua altura", especificou.

Por fim, ela encerrou o vídeo com uma mensagem: "Eu costumava dizer 'apenas ignore', mas ignorar não resolve o problema! Como ignorar pode melhorar o bullying? 

Isso precisa ser falado e é isso que eu vou fazer. Toda vez que acontecer algo assim nós vamos fazer um vídeo ao vivo para que as pessoas saibam e, com isso, tentar alguma mudança para que não aconteça com outra família e para não perdermos outra vida para o bullying.






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responsivo final texto

Pages