Governo vai liberar entre R$ 2 mil para desalojados e R$ 5 mil para desabrigados no RJ - Baixada Viva Notícias

Responsivo após foto post

Governo vai liberar entre R$ 2 mil para desalojados e R$ 5 mil para desabrigados no RJ

Compartilhe



Estado libera recursos para recuperar estradas e amplia crédito para população atingida pelas chuvas



O governador Wilson Witzel anunciou, nesta terça-feira (03/03), que o Governo do Estado do Rio de Janeiro vai liberar recursos para a recuperação das estradas e pontes fluminenses que foram danificadas pelas fortes chuvas do último fim de semana.



Serão destinados cerca de R$ 120 milhões para as obras emergenciais, que ficarão a cargo do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RJ). 

Levantamento preliminar apontou que seriam, pelo menos, 20 pontos que sofreram algum dano em todo o território fluminense.

- Quero manifestar nossa solidariedade à população atingida pela chuva, especialmente das cidades de Magé, Mesquita, Rio Bonito, Seropédica e da Zona Oeste da capital do estado.



Lamentavelmente, são cerca de cinco mil pessoas desabrigadas ou desalojadas com, aproximadamente, 800 chamados dos Bombeiros desde o último fim de semana. 

As famílias das vítimas fatais estão sendo assistidas pelas secretarias de Vitimados e de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos. Gratidão a todo povo fluminense que tem demonstrado fraternidade, mais uma vez, neste momento de dificuldade da nossa população – disse o governador Wilson Witzel.

Outra medida anunciada por Witzel foi a ampliação do Cartão Recomeçar para os moradores das cidades mais atingidas pelas últimas chuvas.



O auxílio financeiro é para a compra de materiais de construção e eletrodomésticos da linha branca e têm os valores de R$ 5 mil para as famílias desabrigadas e R$ 2 mil para as desalojadas. 

O cadastramento será feito diretamente nas secretarias municipais de Assistência Social de cada cidade que decretou situação de emergência, com a supervisão da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos. 

Os recursos virão do Fundo Estadual de Habitação de Interesse Social (FEHIS).

Além do benefício do cartão, os desabrigados podem ingressar no Aluguel Social, programa estadual que prevê ajuda financeira a famílias que perdem suas casas durante tragédias naturais. 


O cadastramento das famílias vem sendo feito diretamente pelos municípios que decretarem situação de emergência.

- Para atender emergencialmente às famílias, nós estamos disponibilizando o aluguel social para os desabrigados e vamos também ofertar o Cartão Recomeçar, cujo decreto assinei hoje. 

Este é um programa de auxílio às famílias vítimas dos desastres decorrentes das enchentes. Vale dizer que esta chuva foi de larga proporção, muito acima da média. 

Diante desta situação, determinei que se acelere o processo de recuperação das comportas dos rios Pavuna e Sarapuí – falou o governador ao se referir ao transbordamento da Represa do Gericinó, que atingiu, principalmente, bairros dos municípios de Nilópolis e Mesquita.

Apelo ao Governo Federal

O governador fez um apelo ao Governo Federal para que a ajuda financeira aos municípios afetados pelas chuvas seja liberada de forma mais rápida. 


O Rio de Janeiro deve receber algo em torno de R$ 300 milhões para a recuperação das cidades afetadas.

- Estamos nos credenciando para receber parte dos R$ 900 milhões, o que seria algo em torno de R$ 300 milhões. Espero que o processo de ajuda seja menos burocrático e mais rápido. 

É preciso ter mais agilidade porque as pessoas desabrigadas não podem esperar, nem as cidades que necessitam de reparos para o retorno ao dia a dia – concluiu Witzel.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responsivo final texto

Pages