MP pede uso da Polícia para fechar as lojas da Havan em meio à luta contra o coronavírus - Baixada Viva Notícias

Responsivo após foto post

MP pede uso da Polícia para fechar as lojas da Havan em meio à luta contra o coronavírus

Compartilhe

Polícia militar e Luciano Hang. Reprodução.



Em meio a pandemia do coronavírus, vários estados do país têm expedido decretos válidos em território estadual. 

É o caso de Santa Catarina, que solicitou que diversos estabelecimentos comerciais tivessem as suas atividades encerradas, entre essas, a rede de lojas da Havan, do empresário Luciano Hang.


O Ministério Público do estado de Santa Catarina fez a recomendação do uso da Polícia Militar para fechar e interditar as lojas da rede de lojas que ainda permaneciam funcionando pelo estado em meio a pandemia do novo coronavírus, após descumprimento de ordens.
Publicidade

O decreto emitido pelo governador Carlos Moisés (PSL), que foi expedido na última terça-feira (17), autoriza o funcionamento de somente alguns estabelecimentos comerciais em meio a pandemia do novo coronavírus: farmácias, supermercados e postos de combustíveis.



Nesse pedido solicitado para a PM, o promotor Daniel Paladino, do Centro de Apoio ao Consumidor, diz que as unidades das redes abertas estavam em pleno funcionamento apenas para serviços de pagamento, conforme um anúncio publicado no próprio site da rede, que viola o decreto do estado.
Publicidade

Agentes da guarda municipal de São José, que faz parte da região metropolitana de Florianópolis, identificaram algumas unidades da rede em funcionamento, inclusive com funcionários uniformizados, mesmo que estivessem descumprindo o decreto, ninguém foi levado até a delegacia.

Depois desse flagrante a loja fechou as portas. 


A Polícia Militar disse estar ciente dessa recomendação do Ministério Público do estado, dizendo que estão olhando qualquer tipo de descumprimento, porém não foi informado se alguma unidade precisou ser alvo de ações da PM.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responsivo final texto

Pages