Mulher é presa em flagrante por racismo no Norte Shopping; assista ao vídeo - Baixada Viva Notícias

Responsivo após foto post

Mulher é presa em flagrante por racismo no Norte Shopping; assista ao vídeo

Compartilhe


Nesta quinta-feira, uma mulher de 33 anos foi presa em flagrante em um shopping famoso da zona norte do Rio de Janeiro. 





Após xingar uma mulher negra de ‘macaca sem educação’. O caso foi testemunhado por uma estudante de direito, que filmou todo o ocorrido e publicou o vídeo no Twitter.



O caso ocorreu no Norte Shopping, que fica em Del Castilho, zona norte carioca. 

A vítima, Lígia Moreira, que é consultora de vendas, disse que falava ao telefone com um parente em frente ao shopping, quando soltou um ‘caraca’ alto e do nada começou a ser agredida verbalmente por Luciene Braga.


Em entrevista concedida ao portal ‘BuzzFeed News’, a vítima disse que Luciene começou a xingá-la e todos começaram a olhar para ela. "Essa mulher pensou que eu estava falando com ela e começou me xingar.

Ela repetia sem parar que eu era macaca, que eu não tinha educação. 

As pessoas que viram ficaram indignadas e ela foi para o banheiro do shopping", disse Lígia.

A estudante de direito, Nathália Hybner, que passava no local começou a filmar a confusão toda e publicou o vídeo na internet. 


“ALERTA RACISMO - Racismo no norte shopping, a autora chamou a vítima de macaca DIVERSAS VEZES, gritando, entrou no shop e se escondeu no banheiro, eu como testemunha fui atrás da criminosa e entrei em contato com os seguranças pra conduzi-la até a polícia”, escreveu no Twitter.

Nathália e os seguranças do shopping aguardaram a saída de Luciene do banheiro. 

"Quando ela saiu do banheiro, comecei a filmar e o registro é o que está no Twitter. Antes, ela já tinha me agredido e nesse vídeo que publiquei dá pra ouvir ela xingando os seguranças, que também eram negros e estavam bem nervosos com a situação", disse a estudante.

A polícia foi acionada e conduziu os envolvidos para 21ª Delegacia de Polícia do Rio de Janeiro, em Manguinhos, também zona norte da cidade. 


Luciane foi presa em flagrante pelo crime de injúria racial e responderá pelo crime em liberdade, após pagamento de fiança.


Lígia disse que é um absurdo nos dias de hoje ter que passar por uma situação dessa. 

"Com certeza eu vou seguir com esse caso. É um absurdo alguém ter que passar por isso nos dias de hoje, ser julgado pela cor da pele, religião, o que for", disse a vítima.

Outro Lado

Caso Lucienne ou a defesa se manifeste essa nota será atualizada.

ASSISTA AO VÍDEO:



ALERTA RACISMO
Racismo no norte shopping, a autora chamou a vítima de macaca DIVERSAS VEZES, gritando, entrou no shop e se escondeu no banheiro, eu como testemunha fui atrás da criminosa e entrei em contato com os seguranças pra conduzi-la até a polícia


30.5K people are talking about this

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responsivo final texto

Pages