Enfermeiro mata a namorada médica e justifica: ‘Me passou coronavírus’ - Baixada Viva Notícias

Responsivo após foto post

Enfermeiro mata a namorada médica e justifica: ‘Me passou coronavírus’

Compartilhe



Um enfermeiro de 28 anos deve responder criminalmente pelo assassinato da própria namorada, uma médica recém-formada de 27, na Itália. 


O homem contou às autoridades daquele país que matou a companheira por, supostamente, ter sido contaminado por ela com o novo coronavírus. 


O autor tentou cometer suicídio depois do crime, mas foi socorrido e está em um hospital. 

Ele mesmo ligou para a polícia depois de estrangular a jovem.

De acordo com o The Sun, Lorena Quaranta foi morta por Antonio De Pace na região de Furci Siculo, que fica na maior ilha do mediterrâneo, na Sicília. 


O crime ocorreu em um apartamento e o homem ligou para as autoridades logo na sequência. 

Ele foi encontrado com os pulsos cortados, mas foi socorrido e, ainda atordoado, contou ter matado a namorada.

Lorena e Antonio trabalhavam no mesmo hospital em Messina e atuavam no atendimento a infectados por Covid-19. 

Depois do crime, o casal foi testado para a doença, mas os primeiros exames não apontaram diagnóstico positivo para o novo coronavírus. 


“Ela era uma médica que estava trabalhando duro para salvar outras pessoas. É uma tragédia”, contou uma fonte da polícia à reportagem.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responsivo final texto

Pages