Deputados do RJ entram com pedido de impeachment contra Witzel - Baixada Viva Notícias

Responsivo após foto post

Deputados do RJ entram com pedido de impeachment contra Witzel

Compartilhe
Wilson Witzel - Governo do estado




Deputados estaduais do Partido Novo protocolaram, nesta sexta-feira, um novo pedido de impeachment do governador Wilson Witzel (PSC). 

No pedido, os deputados Alexandre Freitas e Chico Bulhões também solicitam o afastamento do secretário de Desenvolvimento Econômico, Lucas Tristão.

Na quarta-feira, outro pedido de impeachment foi protocolado contra Wilson Witzel. 

O documento foi apresentado pela bancada bolsonarista na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) e levou em consideração informações reveladas na Operação Placebo, da Polícia Federal.

Na operação de terça-feira, a Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão no Palácio Laranjeiras, residência oficial do governador, e afirmou que tem como objetivo...

...“apurar indícios de desvios de recursos públicos destinados ao atendimento do estado de emergência de saúde pública de importância internacional, decorrente do novo coronavírus no estado".

O documento com o pedido de impeachment foi assinado pelos deputados Doutor Serginho, Anderson Moraes, Alana Passos, Márcio Gualberto, Renato Zaca e Coronel Salema. 

"O próprio ministro Benedito Gonçalves, do STJ, reconheceu que há indícios robustos de fraudes e de que o governador Wilson Witzel está envolvido. É isso é crime, a Alerj precisa agir", afirmou a deputada Alana Passos, do PSL.

Os deputados estaduais Luiz Paulo e Lucinha, do PSDB, também protocolaram um pedido de impeachment na Alerj nesta sexta-feira. 

O documento também foi baseado nas informações da Operação Placebo e listou como crimes de responsabilidade: 

"a improbidade administrativa pela malversação de dinheiro público, conforme argumentos do despacho judicial do Ministro Benedito Gonçalves na operação Placebo e os fatos pretéritos ligados à operação Favorito todos na Secretaria estadual de Saúde, em plena pandemia do coronavírus".


Via O Dia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responsivo final texto

Pages