Luciano Huck se pronuncia sobre morte de menino de 14 anos: "O vírus da violência continua, é inaceitável" - Baixada Viva Notícias

Responsivo após foto post

Luciano Huck se pronuncia sobre morte de menino de 14 anos: "O vírus da violência continua, é inaceitável"

Compartilhe


Diversos famosos se posicionaram sobre a morte de João Pedro Matos Pinto, na última segunda-feira (18), dentre eles  Luciano Huck, Bruna Marquezine, Luan Santana e mais.

O menino de 14 anos foi baleado dentro de casa durante uma operação das polícias Civil e Federal no Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo, no Rio de Janeiro


Luciano Huck fez uma análise crítica sobre a morte do menino de 14 anos. 




"Como se não bastasse toda tristeza devido à pandemia, acontece agora essa tragédia com João Pedro no Complexo do Salgueiro. 

O vírus da violência continua, no presente, a massacrar o futuro do Brasil. Banalizar o assassinato de um menino de 14 anos é inaceitável. 

Causa indignação esse extermínio de jovens pobres e negros nas comunidades país afora. Não é só no Rio. 



Isso é uma doença nacional que exige responsabilidade social de todos nós em busca da cura. Triste. Muito triste", disparou o apresentador do "Caldeirão do Huck", assim como a mulher, Angélica.



Bruna Marquezine compartilhou o texto da colunista Djamila Ribeiro em seu perfil do Instagram. Junto com a mensagem crítica, a atriz citou uma frase dita pelo pai da vítima, Neilton Pinto: 

"Quero dizer, senhor governador, que a sua polícia não matou só um jovem de 14 anos com um sonho e projetos, a sua polícia matou uma família completa, matou um pai, matou uma mãe, matou uma irmã e principalmente o João Pedro. 

Foi isso que a sua polícia fez com a minha vida'.

Ivete Sangalo lamentou a morte de João Pedro e a dor da família pela perda inesperada. "Desesperador. Não ver nunca mais um filho. 

Quantas perguntas sem respostas. Para essa criança João Pedro, de 14 anos nunca houve quaisquer garantias. Ainda que estivesse dentro de casa, nada poderia salvá-lo dessa perseguição histórica desgraçada que permeia a vida de tantos nesse país. Só piora. Dor no volume máximo da alma", garantiu.

Luan Santana mostrou apoio à família de João Pedro sobre a morte do menino dentro de casa. 

"Que Deus proteja nossas crianças. Que tristeza", disparou o cantor. Na sequência, Eliana levantou algumas hashtags como "vidas negras importam", "ultrajante", "inocente" e "sonho interrompido". Na sequência, a apresentadora ainda continuou: "Meus sentimentos à família".

Bruno Gagliasso pediu justiça pela morte de João Pedro. "Brasil, o país que continua matando seus filhos pretos e pobres. 

Que vergonha. Que revolta", disparou. 

O ator Micael ainda levantou a hashtag "justiça pelo João Pedro" e Enzo Celulari continuou: "Inacreditável. Até quando?".





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responsivo final texto

Pages