Prefeito de São João de Meriti anuncia reabertura parcial de comércio e se refere a Duque de Caxias - Baixada Viva Notícias

Responsivo após foto post

Prefeito de São João de Meriti anuncia reabertura parcial de comércio e se refere a Duque de Caxias

Compartilhe




O município de São João de Meriti, na Baixada Fluminense, foi o segundo da Baixada a anunciar a flexibilização do comércio. 



Um decreto que será publicado na próxima segunda-feira vai permitir a reabertura de escritórios de advocacia, contabilidade, arquitetura, lojas de revendas de automóveis, restaurantes, barbearia, salões de beleza, lojas de aviamento, armarinho, óticas e estacionamentos particulares.



O pronunciamento foi feito, nesta sexta-feira, pelo prefeito João Ferreira Neto em uma transmissão ao vivo na sua página no Facebook.

O anúncio ocorreu uma semana após Duque de Caxias publicar decreto permitindo o retorno das atividades comerciais na cidade. 

Três dias após a publicação, a Justiça determinou que a prefeitura suspendesse o decreto, numa ação civil ajuizada pela Defensoria Pública estadual. 

A Procuradoria Geral do Município (PGM) recorreu, mas a Justiça negou.

Sem se referir diretamente a Duque de Caxias, o prefeito de São João de Meriti disse que não quer que ocorra o mesmo com o município:



— Não quero que aconteça em São João de Meriti o que está acontecendo em outras cidades: o prefeito faz uma abertura e o juiz vai lá e cancela o decreto de abertura.



Estamos trabalhando com cautela, dentro do critério científico, com dados das secretarias municipal e estadual.

Os estabelecimentos que poderão voltar às atividades deverão obedecer critérios, como álcool gel na entrada e número determinado de clientes, sob pena de multa.

— Deverá ter álcool 70% na entrada do comércio, uso de máscara obrigatório, termômetro na testa dos fregueses; no máximo, três pessoas dentro de cada loja — ressaltou João Ferreira, afirmando que a prefeitura comprou mais de 600 mil máscaras que estão sendo distribuídas junto às secretarias e à população em pontos pré-estabelecidos.



Segundo a prefeitura, a cidade tem 836 casos confirmados da Covid-19, 1.311 casos suspeitos e 96 mortes pela doença, desde o início da pandemia. Em uma semana, foram 21 óbitos no município. O prefeito disse que houve 74 alta em uma semana.



Na cidade, já tinham permissão para funcionar supermercados, farmácias, lojas de materiais de construção, de autopeças, oficinas mecânica, borracharias, clínicas médicas, veterinárias e pet shops.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responsivo final texto

Pages