Homem sobrevive à covid-19 mas recebe conta hospitalar no valor de R$ 5,5 milhões - Baixada Viva Notícias

Responsivo após foto post

Homem sobrevive à covid-19 mas recebe conta hospitalar no valor de R$ 5,5 milhões

Compartilhe



Um americano de 70 anos conseguiu sobreviver ao novo coronavírus após 62 dias internado em um hospital na cidade de Seattle, nos Estados Unidos. 

No entanto, agora ele amarga a dívida de US$ 1,1 milhão, algo em torno de R$ 5,5 milhões, pela conta do tratamento.

De acordo com o jornal “The Seattle Times”, Michael Flor esteve à beira da morte, tendo inclusive se despedido de seus familiares por orientação dos médicos. 

Entretanto, ele conseguiu sobreviver, algo considerado como um “milagre” pela equipe médica.

Ainda segundo o jornal, Flor se recupera em casa agora e se assustou ao receber a conta milionária que tem 181 páginas. 

Apesar do susto, Michael possui um seguro o que o poupará de pagar a maioria da dívida, além de uma ajuda do congresso americano que pode zerar a despesa.

Despesas

Ele ficou 42 dias internados em uma área médica especial e, por isso, o hospital cobrou US$ 9,7 mil diariamente. 


O alto valor se justifica pela natureza contagiosa do vírus. A sala precisou ser selada e só podia ser acessada por trabalhadores médicos vestindo roupas específicas.

Os gastos ainda se dividem em 29 dias usando um respirador com diária de US$ 2,8 mil, totalizando US$ 82,2 mil e outros valores investidos em medicamentos. 

Cerca de US$ 100 mil foram gastos com remédios quando Flor esteve em momento mais grave da doença, com coração, rins e pulmões apresentando problemas.

Michael diz que ficou surpreso com a conta. “Sinto-me culpado por sobreviver. Existe uma sensação de ‘por que eu?’ ‘Por que eu mereço tudo isso?’ Observar o custo incrível de tudo iss definitivamente contribui para me culpar como sobrevivente”, diz ao jornal.

Conta pode ser zerada

Ainda segundo o Seattle Times, o Congresso americano reservou ua quantia de US$ 100 mil, valor em torno de R$ 500 mil, para ajudar hospitais e companhias de seguros a arcar com os custos da
pandemia.

Isso, somado ao seguro de Flor, poderá fazer com que ele não tenha de pagar nada. 

De acordo com o periódico, o sistema adotado no país é semelhante à universalização da Saúde, mas aplicado apenas contra a Covid-19. Algo parecido com o SUS (Sistema Único de Saúde) no Brasil.

A ajuda do governo americano tem o objetivo de incentivar as pessoas a procurar exames e tratamentos, mesmo que não tenham o seguro de saúde.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responsivo final texto

Pages