Parecia filme de terror: jovem finge 'desmaio' para não ser morta durante encontro marcado pela internet - Baixada Viva Notícias

Responsivo após foto post

Parecia filme de terror: jovem finge 'desmaio' para não ser morta durante encontro marcado pela internet

Compartilhe
Vítima tirou foto das conversas em que os dois marcavam o encontro — Foto: Arquivo Pessoal




Um homem, de 34 anos, foi preso em flagrante após roubar, agredir e esganar uma jovem em um encontro marcado pela internet, em Guarujá, no litoral de São Paulo. 


"Eu não tinha muito dinheiro, parecia que a intenção dele era de matar", disse ao G1 a vítima, que preferiu não se identificar, nesta quarta-feira (10).

O caso aconteceu no Jardim Guaiúba. De acordo com a Polícia Civil, a jovem de 24 anos acionou policiais militares depois de ter sido agredida e roubada. 

Ela havia marcado de se encontrar com o indiciado por meio de um site de relacionamentos.

Após encontrá-lo no local combinado, o homem pediu que fossem andando até sua casa, mas, no meio do caminho, a jovem foi derrubada e agredida por ele, tendo sua bolsa roubada.


"Foi tudo muito rápido, ele me agarrou, eu dei um soco nele, ele bateu na minha cabeça, me enforcou e na hora eu fingi que desmaiei. Ele só parou quando estava desacordada", relembra a jovem.


Segundo a polícia civil, uma testemunha informou aos policiais que viu o homem entrando em uma casa, não muito distante do local dos fatos. 

A equipe policial se dirigiu até a residência informada e, momentos depois, o indiciado chegou de bicicleta, sendo preso e reconhecido pela vítima.

"Fiquei feliz que ele foi preso, na hora que fingi o desmaio foi intuitivo. Fico feliz com a prisão porque ele fez isso com mais de uma pessoa. Eu seria mais uma. O que ele fez comigo ele faria com mais meninas, poderia ser outra", explica a jovem.

Segundo o boletim de ocorrência do caso, foram apreendidos uma corda e celulares de vítimas com o homem. 

Ele foi preso em flagrante por roubo e a ocorrência foi registrada na Delegacia de Polícia de Guarujá, que investiga o suposto envolvimento do autor em outros crimes praticados na região.


Investigações

O homem é considerado suspeito de outros três casos que aconteceram na cidade em abril: dois casos de roubo e agressão e um de homicídio. 


A Polícia Civil investiga o envolvimento do homem em um registro do dia 23 de abril, quando uma jovem de 23 anos foi atacada com um golpe 'mata-leão'.

O encontro também aconteceu na praia do Guaiúba e a jovem ficou desacordada após a agressão. O homem levou o celular e uma quantia em dinheiro foram. 

Outra ocorrência investigada é de roubo e agressão a um homem de 61 anos, que também sofreu a agressão em um encontro.

De acordo com a Polícia Civil, o homem também é investigado pelo homicídio de um vigilante de 50 anos, encontrado morto no dia 15 de abril. 

A vítima, Josenildo da Silva, teria conhecido um rapaz recentemente por um aplicativo de paquera.

De acordo com o depoimento de um amigo do vigilante, ele teria chegado do trabalho e avisado que iria de moto até casa do irmão. Desde então, não foi mais visto. 




Segundo informado pelo amigo, após o crime, o suspeito, ainda não identificado, se passou pelo vigilante e pediu foto do cartão de crédito dele pelo WhatsApp.


Os dois roubos são investigados pela Delegacia de Polícia de Guarujá, e o caso de homicídio é investigado pela Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic).


Via G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responsivo final texto

Pages