Homem consegue segurar com os braços criança de 2 anos que caiu do quinto andar após ficar sozinha em apartamento - Baixada Viva Notícias

Responsivo após foto post

Homem consegue segurar com os braços criança de 2 anos que caiu do quinto andar após ficar sozinha em apartamento

Compartilhe



Um acidente terrível foi evitado na Província de jiangsu na China, onde um homem segurou um menino de dois anos que estava caindo do quinto andar de um prédio.


Segundo informações, o menino havia ficado sozinho em casa, os pais saíram e a criança ficou só, tudo indica que ela abriu a janela do apartamento e sem entender do perigo, pois tem apenas dois anos de idade, acabou caindo do prédio.

O homem que segurou a criança está sendo tratado como herói, porque ele aparou a criança no ar, o menino tinha sido trancado no quarto e deixado sozinho na casa, mas ele conseguiu abrir a janela do apartamento e passou pelo buraco que fica no aparelho do ar condicionado, nesse momento ele escorregou e ficou pendurado do lado de fora do edifício.

A criança não conseguiu segurar por muito tempo, até que soltou e caiu, muitas pessoas estavam na parte de baixo do prédio observando a cena, sem poder fazer nada, mas uma pessoa agiu rapidamente e evitou que o menino caísse ao chão, o que poderia ter provocado sua morte.

Era para ter acontecido uma terrível tragédia no local, mas enquanto todos estavam observando o garoto pendurado do lado de fora do edifício, este homem se preparou para segurar a criança.

Na queda de mais de 10 metros, o homem aparou a criança, ele ficou com ferimentos no braço, a criança não sofreu nenhum arranhão.

A prefeitura parabenizou o chinês, disse que foi um ato heroico e ele recebeu uma medalha da prefeitura por ter agido heroicamente a favor da criança.

No vídeo é possível ver a criança próxima do ar condicionado pendurada do lado de fora do prédio, tentando se segurar até o momento que não consegue mais e cai, mas embaixo está o herói que aparou a criança, ela não teve nenhum ferimento, tudo acabou bem afinal.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responsivo final texto

Pages