NOVO CICLONE DEVE SE FORMAR ESTA SEMANA NO BRASIL - Baixada Viva Notícias

Responsivo após foto post

NOVO CICLONE DEVE SE FORMAR ESTA SEMANA NO BRASIL

Compartilhe




Uma frente fria se desloca em alto mar neste domingo (30) e, com isso, as instabilidades vão perdendo força no estado do Rio Grande do Sul. 

Enquanto o sistema se propaga pelo oceano, o céu segue nublado, as temperaturas caem e até o final do dia, e a sensação de frio aumenta. 

Ocorrem períodos de chuva fraca e, até o decorrer da madrugada desta segunda-feira (31), deve garoar na maior parte do estado. 

No entanto, os estados de Santa Catarina e do Paraná seguem com condições de tempo firme até o final do domingo, exceto apenas para o sudeste do estado de Santa Catarina, onde chove fraco a moderado com muita nebulosidade.

Um sistema de alta pressão atmosférica se posiciona ao sul do Uruguai nesta segunda (31). 

Ele direciona os ventos para sudeste, soprando do oceano para as costas dos três estados sulistas e a circulação em médios níveis da atmosfera favorece a formação de instabilidades. 

Os ventos sopram moderados a fortes, variando entre 30 e 60 km/h, principalmente entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina. 

A nebulosidade aumenta entre o leste do Paraná, até o centro e leste de Santa Catarina e em todo território Gaúcho, inclusive nas capitais. 

Acontecem períodos de chuva forte entre a tarde e noite no Sul, na Campanha e no litoral Gaúcho e chuva moderada entre os litorais Catarinense e Paranaense. 

Garoa na porção central Gaúcha e no norte do estado a nebulosidade aumenta, mas o tempo fica estável. 

No oeste de Santa Catarina e nas demais áreas do Paraná faz sol e a temperatura fica elevada no período da tarde. 

Um ciclone, também conhecido como um sistema de baixa pressão atmosférica, se forma nesta quarta-feira (02) à noite na costa do Uruguai e causa a formação de áreas de instabilidade. 


Além da chuva no estado do Rio Grande do Sul, os ventos se intensificam associados ao sistema, e rajadas fortes devem ocorrer entre o litoral e a serra de Santa Catarina até o sul Gaúcho. 

Os valores mais altos previstos variam entre 50 e 85 km/h, mas ainda podem acontecer rajadas moderadas de vento, de até 50 km/h, na faixa leste, mais afastadas da faixa litorânea.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responsivo final texto

Pages