Portal pede informações sobre os envolvidos na morte de sargento do exército em Duque de Caxias - Baixada Viva Notícias

Responsivo após foto post

Portal pede informações sobre os envolvidos na morte de sargento do exército em Duque de Caxias

Compartilhe

Sargento foi morta após carro enguiçar - Raphael Lima / Divulgação

O Portal dos Procurados divulgou, nesta segunda-feira, um cartaz pedindo informações que possam identificar e localizar os envolvidos na morte da sargento do Exército Bruna Carla Borralho Cavalcanti de Araújo, de 27 anos. 


Lotada na 21ª Brigada de Infantaria Paraquedista, na Vila Militar, a militar foi assassinada na noite de domingo (30), por volta das 22h, após seu carro enguiçar na Avenida Presidente Kennedy, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

O crime aconteceu, segundo informe policial, quando o marido da vítima havia parado para consertar o carro, um Cruze prata, que havia aquecido. 

Enquanto estava fora do veículo, ele ouviu a esposa gritar sobre um assalto. 

Em seguida, ele escutou dois disparos. A irmã de Bruna estava no carro com os filhos, sobrinhos da vítima, eles foram retirados do carro, que foi levado pelos criminosos. 


A militar foi socorrida para a Unidade Pré Hospitalar do Pilar, em Caxias, mas já deu entrada na unidade sem vida.

A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) foi acionada, fez a perícia no local, e busca informações e câmeras de segurança para ajudar na identificação da autoria do crime. 

A especializada instaurou inquérito para apurar as circunstâncias da morte.

O Comando Militar do Leste (CML) disse que está prestando todo suporte à família, além das medidas administrativas cabíveis para elucidação dos fatos. 

A Secretaria de Estado de Vitimados (SEVIT) informou, também, que ofereceu atendimento psicológico e social para a família de Bruna Carla Borralho Cavalcante. A equipe psicossocial esteve com a família da vítima e acompanha o caso.

Com a morte da militar, chega a 43 o número de Agentes de Segurança Pública assassinados no Rio em 2020, sendo 31 da Polícia Militar, um da Polícia Federal, três do Corpo de Bombeiros, três da Polícia Civil, dois da Marinha do Brasil, dois da Seap e um do Exército Brasileiro.


Quem tiver qualquer informação a respeito da localização dos envolvidos favor denunciar pelos seguintes canais: Whatsapp Portal dos Procurados (21) 98849-6099; pelo facebook/(inbox), endereço: https://www.facebook.com/procuradosrj/, pela mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177 ou 0300-253-1177 , ou pelo Aplicativo para celular – Disque Denúncia e também pelos aplicativos: https://twitter.com/PProcurados, e https://www.instagram.com/portal.dos.procurados, e em todos os casos O Anonimato é garantido.

Todas as informações pertinentes sobre o caso serão encaminhadas para DHBF.



Via O Dia



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responsivo final texto

Pages