'Se foi tão nova e cheia de vida', lamenta tia de mulher morta a tiros pelo marido policial - Baixada Viva Notícias

Responsivo após foto post

'Se foi tão nova e cheia de vida', lamenta tia de mulher morta a tiros pelo marido policial

Compartilhe
Priscilla tinha apenas 31 anos - Reprodução / Facebook


A família de Priscilla da Veiga Freitas, de 31 anos, está inconformada com o assassinato dela. 

A mulher foi morta a tiros pelo próprio marido, o cabo da PM Leandro Alves Siqueira, 37, na madrugada desta quarta-feira. 


O crime aconteceu por volta das 2h na casa da família, na Rua Magistrado Francisco de Assis Fonseca, no bairro Zé Garoto, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do estado. 

"Venho aqui agradecer a todos, as palavras de carinho à minha Família. Minha querida sobrinha que se foi tão nova e cheia de vida, mas se foi", lamentou uma tia, pelas redes sociais. Priscilla foi enterrada ainda nesta quarta-feira no Cemitério Municipal de São Gonçalo.


De acordo com testemunhas, o PM, que é lotado 7º BPM (São Gonçalo), usou sua pistola para atirar contra a esposa, após uma discussão entre eles. 

Ela morreu na hora. O cabo ainda baleou os pais de Priscilla, Valéria Vieira da Veiga, 54, e Marcelo de Almeida, 43, e ainda tentou se matar.

Os três feridos foram socorridos em hospitais da região. O PM e a sogra no Hospital Estadual Alberto Torres (Heat), no Colubandê, e Marcelo no Pronto Socorro Central de São Gonçalo. Todos continuam internados, com o quadro de saúde estável.

"Peço que continuem orando por Valéria e Marcelo para que eles possam sair logo do hospital", continuou a tia de Priscilla.

AUTUADO EM FLAGRANTE

Procurada pelo DIA, a Polícia Militar disse, ontem, que a 4ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar (Niterói) acompanhava o caso. A Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSG) também foi acionada.

A Polícia Civil informou, também ontem, que o cabo foi autuado em flagrante por feminicídio e tentativa de homicídio contra os sogros.

"Os agentes aguardam a alta médica do autor, que está internado em um hospital da região, para encaminhá-lo à delegacia, bem como a das vítimas sobreviventes, para depoimento", a corporação acrescentou, em nota.



Via O Dia




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responsivo final texto

Pages