Motorista de aplicativo encontrado morto em Meriti foi vítima de assalto; ele deixou 3 filhos - Baixada Viva Notícias

Responsivo após foto post

Motorista de aplicativo encontrado morto em Meriti foi vítima de assalto; ele deixou 3 filhos

Compartilhe
Jaime Roberto da Silva Ribeiro faria 36 anos no mês que vem. Arquivo Pessoal


A família do motorista de aplicativo encontrado morto dentro de seu carro no Jardim Noya, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, neste sábado, diz que ele foi assassinado durante um assalto. 

De acordo com uma irmã, Jaime Roberto da Silva Ribeiro, de 35 anos, foi baleado na cabeça por um ladrão que se passou por passageiro. 



O crime teria acontecido por volta das 4h30.

"Ele pegou um passageiro em São João em direção a Belford Roxo, quando aconteceu o assalto. O assaltante levou o celular e a carteira dele. Só deixou a habilitação", conta a irmã, que prefere não se identificar.

Muito abalada, a familiar diz que o irmão, que faria 36 anos no dia 20 de dezembro, preferia trabalhar do fim da tarde até de madrugada, sempre começando a dirigir por volta das 16h. O carro que ele usava era alugado. 


Pelo horário do crime, ela diz que Jaime provavelmente estaria fazendo a última corrida de ontem. A família só ficou sabendo da morte dele por volta das 14h.

"Pela manhã, a gente ficou preocupado porque ele não havia chegado em casa. Ligamos para várias pessoas e nada, até que conseguimos localizar o carro pelo rastreador. Quando chegamos no local, a polícia estava lá e o corpo já havia sido mandado para o IML", relembra a irmã, bastante emocionada.

Jaime deixou três filhos, uma adolescente de 12 anos e duas crianças, uma menina de sete e um menino de cinco. 

Ele morava em Engenheiro Pedreira, em Japeri, com a mãe, o pai, os filhos, um irmão, a esposa do irmão e um sobrinho recém-nascido.

O motorista era o segundo mais velho dentre sete irmãos, um deles especial. Ele tinha o sonho de comprar uma casa para morar com os filhos.

"O meu irmão era muito trabalhador e alegre, todo mundo conhecia ele. Ele sempre cuidou dos filhos, que eram muito apegados a ele", lamenta a irmã, dizendo que ainda não sabe quando será feito o enterro.

A familiar conta ainda que Jaime era bastante ligado à mãe. Pelo Facebook, ela postou um poema sobre saudade em homenagem ao filho.


"Que saudade, filho. Você faz tanta falta pra mim. Ainda ontem você me deu o último beijo de despedida, brincou comigo e com as crianças, como você faz sempre e ainda falou: " Mãe, cuida dos meus filhos", ela acrescentou. Amigos também prestaram homenagem ao motorista.


Via O Dia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responsivo final texto

Pages