Polícia tenta identificar autores da morte de PM em Nova Iguaçu e oferece recompensa por informações - Baixada Viva Notícias

Responsivo após foto post

Polícia tenta identificar autores da morte de PM em Nova Iguaçu e oferece recompensa por informações

Compartilhe

 




Cabo da Polícia Militar Douglas Constantino Barbosa, morto em Nova Iguaçu. Divulgação


A Polícia Civil tenta identificar os assassinos do cabo da Polícia Militar Douglas Constantino Barbosa, de 37 anos, morto a tiros na tarde deste sábado, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. 

O portal dos Procurados, do Disque Denúncia, divulgou, neste domingo (6), um cartaz com o título “Quem Matou” pedindo informações sobre o paradeiro dos criminosos. 


A recompensa é de R$ 5 mil para informações que cheguem ao paradeiro dos autores do crime.

O cabo Douglas Constantino, lotado no 9º BPM (Rocha Miranda), foi o segundo policial militar morto em menos de 24 horas na Baixada Fluminense. 


No dia anterior, o PM Derinaldo Cardoso dos Santos, de 34 anos, morreu depois de ser baleado na cabeça ao tentar impedir um assalto uma loja da Casa & Vídeo no Centro de Mesquita.

Em 2020, a plataforma Fogo Cruzado mapeou 135 agentes de segurança baleados no Grande Rio. Desses, 53 foram mortos e 82 feridos. 39 vítimas fatais eram policiais militares.

INVESTIGAÇÕES

O policial militar estava em um bar na Rua Aiwa, no bairro Santa Rita. Segundo testemunhas, dois homens encapuzados chegaram de carro e desceram, indo em direção ao policial que não teve reação. 

Os criminosos estavam armados com fuzis. Ao atirarem contra o policial, fingiram do local levando a arma dele.

O PM chegou a ser levado para o Hospital Geral de Nova Iguaçu, mas já chegou sem vida.


CORPORAÇÃO LAMENTA

A Polícia Militar lamentou a morte do agente e informou que ainda não há informações sobre seu sepultamento.

Quem tiver qualquer informação a respeito da identificação e localização dos envolvidos na morte CB Douglas, pedimos que denuncie pelos seguintes canais abaixo: O Anonimato é Garantido.

WhatsApp Portal dos Procurados: (21) 98849-6099

Facebook/(inbox): https://www.facebook.com/procuradosrj/,

Telefone do Disque-Denúncia (21) 2253-1177

APP “Disque Denúncia RJ “.

https://twitter.com/PProcurados (mensagens).

Todas as informações sigilosas sobre o caso serão encaminhadas para DHBF e PMERJ, que tem como prioridade prender os envolvidos na morte de Agentes de Segurança Pública no Rio.




Por O Dia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responsivo final texto

Pages