Prefeitura do Rio proíbe queima de fogos e uso de equipamento de som em toda a orla - Baixada Viva Notícias

Responsivo após foto post

Prefeitura do Rio proíbe queima de fogos e uso de equipamento de som em toda a orla

Compartilhe




Aglomeração na orla pode levar a aumento de casos de covid e colapso nos hospitais. 

Até sexta, o estado registrava mais de 24 mil mortes pela doença. Daniel Castelo Branco.


O prefeito em exercício do Rio, vereador Jorge Felippe (DEM), afirmou que vai aumentar ainda mais as medidas restritivas durante a virada do ano. 

O objetivo, claro, é evitar aglomerações por conta da pandemia da covid-19. 


Além de restringir o acesso para Copacabana apenas aos moradores do bairro, a prefeitura decidiu proibir qualquer queima de fogos e o uso de equipamentos de som em toda a orla do Rio de Janeiro.

Na última quarta-feira (23), Jorge Felippe já havia destacado que, além do bloqueio de Copacabana, a Prefeitura do Rio vai proibir o estacionamento de veículo na orla e ruas do entorno, o bloqueio do transporte público para acesso a Copacabana e a proibição de festas privadas tanto no calçadão quanto na areia.


Entretanto, vale ressaltar que os quiosques estão autorizados a funcionar como vêm operando desde a reabertura, ou seja, "com quantidade reduzida de mesas, distanciamento de 1,5 m entre elas, e seguindo todos os protocolos de segurança e higiene", segundo a concessionária Orla Rio.

O decreto, que contém todas as medidas restritivas para o Réveillon, será publicado no Diário Oficial desta próxima segunda-feira (28). Confira algumas determinações:

- A queima de fogos ficará proibida em toda a orla da cidade desde as 0h do dia 30 de dezembro até as 7h do dia 1º de janeiro. Nem mesmo a rede hoteleira poderá acionar fogos de artifício;


- O uso de equipamentos de som será proibido em toda a extensão da orla a partir da 0h do dia 31 até as 6h do dia 1º;

- O trabalho dos ambulantes também será restringido. A permanência de barraqueiro em ponto fixo, tanto na areia da praia quanto no calçadão, ficará proibida das 0h do dia 31 às 6h do dia 1º;

- Ônibus, micro-ônibus e vans de fretamento não poderão entrar na cidade do Rio de Janeiro a partir do primeiro minuto do dia até as 6h do dia 1º.



Por O Dia


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responsivo final texto

Pages