Corpo de Bianca, jovem morta na Favela Kelson's, é enterrado e traficante é procurado pela polícia - Baixada Viva Notícias

Responsivo após foto post

Corpo de Bianca, jovem morta na Favela Kelson's, é enterrado e traficante é procurado pela polícia

Compartilhe


O corpo de Bianca Lourenço, de 24 anos, encontrado na Ilha do Fundão na última terça-feira (12), foi enterrado nesta quinta-feira (14) no Rio de Janeiro. 

Por medo, a família optou por não divulgar o horário e o local do sepultamento da jovem, mas o G1 confirmou que a cerimônia foi realizada à tarde.


Bianca estava desaparecida desde do dia 3 deste mês, quando, segundo testemunhas, foi tirada à força de um churrasco na favela Kelson's pelo traficante Dalton Luiz Vieira Santana. Segundo o pai da vítima, o traficante não aceitava o término da relação.


Nos últimos áudios enviados a parentes antes de desaparecer, Bianca falava do sonho de montar um novo quarto ainda no mês de janeiro.

"Eu quero já ver logo, que eu já quero arrumar o dinheiro para fazer, tem que fazer logo, tem que fazer nesse mês de janeiro. Aí tem que ver quantos metros são, para poder ver se vai dar", disse a jovem sobre o novo cômodo na casa da família.


Desabafo do pai

Há mais de uma semana, o pai de Bianca precisou deixar o Rio com medo de retaliações do ex-namorado da filha.

Além de chefiar o tráfico de drogas na Favela da Kelson's, na Penha, Zona Norte da cidade, o ex de Bianca, Dalton, o "DT", é o principal suspeito de matar ou de ser o mandante do assassinato da jovem. Segundo a polícia, Dalton também responderá por feminicídio.

"Troquei minha liberdade pela justiça da minha filha", afirmou ao G1 o pai, que não pode ter a identidade revelada por questão de segurança.


Dias depois do desaparecimento, o pai contou à TV Globo que chegou a ir à Kelson's pedir para que o ex-namorado da filha o ajudasse ou que pelo menos entregasse o corpo da jovem.

Na ocasião, o homem contou que Dalton disse não saber onde estava Bianca. Na versão do traficante, no mesmo dia do desaparecimento a jovem foi colocada em um carro e deixou a favela.

Confirmação de que a filha estava morta

Nove dias se passaram sem que o homem tivesse de notícias de Bianca. Só na tarde de quarta-feira (13) veio a confirmação: um corpo mutilado encontrado na Ilha do Fundão na noite do dia anterior era o da filha.


As impressões digitais do cadáver achado boiando próximo a uma praia no Fundão batiam com as da jovem, segundo peritos do Instituto Médico-Legal.

Ainda na noite de terça, ao receber a notícia de que o corpo podia ser o da filha, o pai contou que passou mal. A saída foi tomar um remédio que o dopou até o final da tarde de quarta.


"Na hora eu passei muito mal, eu fiquei todo trêmulo, o lado esquerdo do corpo ficou todo estranho. Eu não dormi direito, dormi das 4h às 7h. Quando eu almocei, o efeito do remédio me fez cambalear. Eu desmaiei e acordei quase 17h", disse.

Medo

Um dos motivos para o pai optar por sair o Rio de Janeiro é o amplo domínio de Dalton não só na Kelson's, mas também em outras comunidades.

"Ele é chefe em vários locais pelo Rio de Janeiro. Por onde que você vai andar no Rio de Janeiro?", questionou.

Depois do crime, na quarta, o Portal dos Procurados divulgou um cartaz com uma foto de Dalton, que tem outros mandados de prisão em aberto por outros crimes. 

É oferecida uma recompensa de R$ 2 mil por informações que levam à prisão do traficante.



Por O Dia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responsivo final texto

Pages