#BBB21 vira caso de polícia: Delegacia do Rio abre inquérito para apurar denúncias de intolerância religiosa contra Karol Conká, Nego Di, Projota e Lumena - Baixada Viva Notícias

Responsivo após foto post

#BBB21 vira caso de polícia: Delegacia do Rio abre inquérito para apurar denúncias de intolerância religiosa contra Karol Conká, Nego Di, Projota e Lumena

Compartilhe



Foi instaurado um inquérito para apurar denúncias de intolerância religiosa dentro do #BBB21

Será apurado pela Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) denúncias de intolerância religiosa contra Nego Di, Karol Conká, Lumena e Projota, integrantes do programa da Globo. 


O deputado Átila Nunes (MDB), realizou a denúncia nesta quinta-feira (11).

O deputado, em vários mandatos, é conhecido por ser defensor das religiões de matriz africana.


A assessoria da PCERJ disse em nota: "A Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) instaurou inquérito para apurar denúncias de intolerância religiosa cometidas por participantes do Big Brother Brasil 21. Imagens do programa serão solicitadas para análise".

Foi citado na denúncia feita pelo deputado que os quatro participantes ironizaram a entidade Xangô:


"Eu xangôzei", "Cheguei a xangôzar no quarto, vei. Ave, Maria", completou. Depois, foi a vez de Karol Conká fazer o deboche. "Você falando é muito engraçado. ‘Eu chamei Xangô, véi'", disse a cantora.

As imagens que passaram na Globo viralizaram e causaram revolta nas redes sociais.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responsivo final texto

Pages