Tráfico planeja criar cinturão de favelas na Zona Norte do Rio chamado de Complexo de Jerusalém: "a hora tá chegando, depois não digam que não avisei" - Baixada Viva Notícias

Responsivo após foto post

Tráfico planeja criar cinturão de favelas na Zona Norte do Rio chamado de Complexo de Jerusalém: "a hora tá chegando, depois não digam que não avisei"

Compartilhe


O traficante Wallace de Britto Trindade, conhecido como Lacoste, planeja criar em Madureira, na Zona Norte do Rio, uma espécie de cinturão, para o qual já até escolheu um nome: Complexo de Jerusalém. 



Sua ideia é formar um bloco de favelas subjugadas à sua facção, aos moldes do que foi feito por Álvaro Malaquias Santa Rosa, o Peixão, que estabeleceu o chamado Complexo de Israel. 


A Polícia Civil faz investigações sobre a tentativa do bandido de expandir seu controle na região.




Atualmente, Lacoste controla o Complexo da Serrinha, em Madureira. Ele quer juntá-lo aos morros da Congonha, do Cajueiro e Vaz Lobo, dominados pela maior facção criminosa do Rio. Para isso, vem intensificando ataques às favelas.


De acordo com as investigações, uma das táticas usadas por Lacoste é arregimentar bandidos da quadrilha rival. A troca de facção é proposta com oferta de maior participação nos lucros do tráfico.



Segundo o delegado Neilson dos Santos Nogueira, titular da 29ª DP (Madureira), o nome Complexo de Jerusalém, assim como o de Israel, que abrange as comunidades de Cidade Alta, Parada de Lucas, Vigário Geral, Cinco Bocas e Pica-Pau, tem como inspiração uma proximidade do tráfico com um grupo religioso. Mas, para o policial, trata-se apenas de “marketing do crime organizado”.



No Twitter, criminosos fazem postagens prometendo a criação do Complexo de Jerusalém e ameaçando rivais. “Guerra avisada. Perde quem quer”, escreveu um. 


“A hora tá chegando, depois não digam que não avisei. Cerco sendo fechado. Complexo de Jerusalém em breve”, publicou outro.









Via Extra
 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responsivo final texto

Pages