Comando Vermelho faz homenagem dentro da cadeia aos 27 mortos do Jacarezinho - Baixada Viva Notícias

Responsivo após foto post

Comando Vermelho faz homenagem dentro da cadeia aos 27 mortos do Jacarezinho

Compartilhe





Às 18h vem o grito que ecoa pelas galerias dos presídios que abrigam criminosos ligados ao Comando Vermelho (CV). 



Ocorre uma oração própria da facção, junto com o Pai Nosso. Em seguida, é feita uma chamada com os nomes dos comparsas que morreram em confronto com a polícia, para homenageá-los. Antes de todos os nomes eles pedem um "salve".




De pé e dentro das suas celas, assim foi feito no dia 6 de maio, após 27 suspeitos de envolvimento com o crime serem mortos durante a Operação Exceptis, no Jacarezinho. 


Todos os apelidos dos mortos foram lidos em voz alta, conforme O DIA apurou com fontes da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap). 




Além disso, em luto, os detentos abriram mão de seu banho de sol naquela data.


A cerimônia é feita sempre que um integrante da facção é morto e é puxada pelo presidente da comissão de cada cadeia, que é um líder responsável por tratar dos assuntos dos encarcerados, como faxina, banho de sol e contato com os agentes penitenciários. 



O presídio que encarcera mais suspeitos ligados à facção no Rio é Penitenciária Gabriel Ferreira Castilho, conhecida como Bangu 3, no Complexo de Gericinó.


"A prece é própria, uma oração do CV feita dentro das celas com as galerias fechadas. Às 18h o presidente da comissão dá o grito 'seis horas' para eles começarem. Toda cadeia tem uma comissão para tratar do assunto de todos. O Comando Vermelho é uma facção que tem uma hierarquia pré-determinada e eles respeitam muito essa hierarquia", explicou o delegado da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), Willian Pena Junior, que trabalhou como agente penitenciário antes de ingressar na Polícia Civil.


A reportagem teve acesso a um estatuto da quadrilha, escrito à mão, que foi apreendido pela polícia. 




Em 29 páginas, os criminosos descrevem a oração na cadeia, além de sua fé em um Deus, que seria permissivo com os crimes que cometem.




Fonte: O Dia






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Responsivo final texto

Pages